Carta Pastoral

SANTIDADE COMO ESTILO DE VIDA

19/07/2018 - Autor: Pr. Natanael Lima

QUEBRA GELO: Brechas Objetivo: Compreender a importância de vigiarmos e obedecermos à palavra de Deus. Material: Papel. Desenvolvimento: O condutor colocará os indivíduos em duplas e entregará para cada um pedaço de papel. Solicitará que fiquem um de frente com o outro e ambos deverão segurar o papel com as mãos, uma mão em cada extremo da folha e pedirá para puxarem, não é necessário com muita força. Certamente nada acontecerá com o papel. Em seguida, pedir para fazerem um pequeno rasgo na borda, perto do meio do papel, e orientar para repetir o mesmo procedimento, segurando com ambas as mãos nas pontas da folha e puxar, sem muito esforço, naturalmente a folha se partirá em duas. Aplicação: Conseguiram perceber quão resistente fica algo frágil, porém sem nenhum brecha? E que brechas deixam sem resistência alguma? Assim é nossa vida quando abrimos uma brecha, facilmente nosso inimigo consegue “rasgar-nos”, mas quando “inteiros” continuamos sim frágeis em nossa natureza humana, porém forte em nossa natureza espiritual. Fonte: https://youtu.be/yyLz7CWpL5U

PASSAGEM BÍBLICA: I Pedro 1:15 - Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver; 16 - Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo.

DESENVOLVIMENTO DO TEMA: Nossa Igreja possui em sua Bandeira a seguinte frase: SANTIDADE COMO ESTILO DE VIDA. No texto que lemos, o Apostolo Pedro declara: “sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver” e o próprio Deus vai nos exortar dizendo: Levítico 20:7 - Portanto santificai-vos, e sede santos, pois eu sou o SENHOR vosso Deus.

Ser santo é ser separado, ser uma pessoa que busca fazer a vontade de Deus e não a sua. Como disse Charles H. Spurgeon “A santidade é o lado visível da salvação”. Por que a SANTIDADE é tão importante para vida de um Cristão?

1º A Santidade é importante pois ela me habilita para termos comunhão com Deus. – O Salmista perguntou: Quem poderá habitar no seu Santo monte? (ler o Salmo 15). 
Não devemos justificar nossos pecados e erros. Nós devemos nos arrepender e lamentar e por nossos pecados e erros. Para ter comunhão com Deus eu preciso gostar do que Deus gosta. E repudiar o que Deus repudia.

2º A Santidade é necessária para vivermos bem. Romanos 6:23 - Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.
(Assim como o pecado traz morte, a Santidade traz vida)

3º A Santidade me capacita a servir de forma eficaz a Deus. 
II Timóteo 2:21 - De sorte que, se alguém se purificar destas coisas, será vaso para honra, santificado e idôneo para uso do Senhor, e preparado para toda a boa obra. 22 - Foge também das paixões da mocidade; e segue a justiça, a fé, o amor, e a paz com os que, com um coração puro, invocam o Senhor.

Quem se purifica torna-se vaso de honra. Deus quer usar as pessoas para honra e não para desonra. segue a justiça, o amor e a paz.

4º A Santidade é a Garantia da manifestação da presença de Deus.
Hebreus 12:14 - Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor;

Deus sempre desejou se manifestar ao homem. Ele faz isso por meio da criação, das circunstancias e das pessoas. Mas se eu não tiver uma vida santa. Muito provavelmente não conseguirei “ver a Deus” em nenhuma dessas circunstancias. 

CONCLUSÃO: Santidade não é uma opção para o crente santidade é uma condição dada por Deus. A NOSSA SANTIDADE NÃO DEVE SER COMPARADA COM A MANEIRA DE VIVER DE OUTROS MAIS SIM DO PRÓPRIO DEUS. “Sede santos, porque eu sou santo”

Adaptação da mensagem do Bispo Jamir Fernandes de Carvalho no Retiro de Pastores e Esposas

Baixar Carta