Carta Pastoral - Pré-Adolescentes

TRANSFORMANDO ADVERSIDADE EM BENÇÃO 7 - UM PEQUENO EXÉRCITO

01/08/2017 - Autor: Eunilda Santos

QUEBRA GELO: A brincadeira é de Cabo de Guerra. Quando terminar a brincadeira pegue o maior e o menor do grupo. Coloque o maior em cima de uma cadeira enquanto o menor deve segura-lhe a mão e tentar puxá-lo para baixo. Com certeza o maior irá cair da cadeira. Coloque-os em círculo e pergunte: Porque o menor venceu o maior? Porque existe uma força maior chamada, lei da gravidade que puxa tudo para baixo. Então (fale o nome do menor que venceu) só venceu o (fale o nome do maior que perdeu) porque ele recebeu a ajuda da força da Lei da gravidade. Na história bíblica de hoje vocês vão saber como um homem com um pequeno exército venceu um exército bem maior que o seu.

PASSAGEM BÍBLICA: Porque para Deus nada é impossível. Lucas 1:37.

DESENVOLVIMENTO DO TEMA: REFERÊNCIAS BÍBLICAS: Juízes 7 OBJETIVO: Reconhecer que Deus nos indica o que devemos fazer. Entender que Deus espera que confiemos nEle em situações difíceis.

HISTÓRIA: Gideão havia convocado os homens para lutarem contra os midianitas. Quando contou quantos homens havia para a luta ficou com medo. Trinta e dois mil homens haviam se apresentado. Deus lhe falou que trinta e dois mil homens era muito, e por isso não poderia deixar que eles derrotassem os midianitas. Ele deveria dizer para aqueles homens que estivessem com medo que poderiam voltar para casa. Gideão confiava e obedeceu a Deus. Vinte e dois mil homens voltaram para casa. Mas dez mil ficaram. Deus novamente falou para Gideão que era muita gente. E deu outra ordem a Gideão. Vá com esses homens até o rio e diga que devem beber água. Aquele que se ajoelhar para beber água deverá voltar para casa. Devem ficar apenas os homens que beberem da água do rio mergulhando a sua mão para pegar água, sem se distraírem. Gideão obedeceu a Deus, e fez exatamente o que ele mandou. Sabe quantos homens ficaram? Apenas trezentos! Mesmo achando que essa quantidade de homens era pouca, Gideão confiava que Deus o ajudaria a vencer os midianitas. Quando o sol se pôs, Gideão reuniu os trezentos homens para explicar o que deveriam fazer. Cada homem recebeu uma trombeta, um grande jarro de barro, chamado cântaro, e uma tocha. Todos deveriam deixar a tocha acesa dentro do cântaro, para que os inimigos não vissem, e, em silêncio, deveriam cercar o acampamento do exército midianitas. Quando Gideão deu o sinal, todos os homens tocaram as trombetas, quebraram os jarros de barro. Eles seguravam a tocha na mão esquerda e a corneta na mão direita e gritavam:

Pelo Senhor, e por Gideão! E cada um ficou parado no seu lugar em volta do acampamento. Então todo o exército midianitas fugiu gritando. Enquanto os trezentos homens tocavam as cornetas, o Senhor Deus fez com que os midianitas atacassem uns aos outros com suas espadas. Os homens de Gideão voltaram vencedores dessa luta, pois Deus estava com eles e lhes ajudou a vencer.

CONCLUSÃO
Muitas vezes pensamos que para fazer algo para Deus é necessário um número grande de pessoas. Mas, como vimos na história de hoje, podemos ser um pequeno grupo vitorioso se confiarmos e obedecermos a Deus.
Você pode não estar numa batalha como Gideão, mas pode estar numa situação difícil, Deus está disposto a ajudá-los, se vocês confiarem neles. Lembrem-se que Para Deus nada é impossível.
Líder, ore pelas situações difíceis pelas quais eles ou a família estão passando. E pedindo ao Senhor Jesus que os ajude a confiar e obedecer sempre a Deus.

Baixar Carta