Carta Pastoral

Baixar Carta

MORDOMOS DO DONS E TALENTOS

11/04/2019 - Autor: Pr. Natanael Lima

QUEBRA GELO: Qual é o seu Talento? E Qual é o seu dom?

PASSAGEM BÍBLICA: Efésios 4:7 - Mas a graça foi dada a cada um de nós segundo a medida do dom de Cristo.

DESENVOLVIMENTO DO TEMA:

INTRODUÇÃO: Você sabe a diferença entre dom e talento? De uma forma simples podemos definir da seguinte maneira: Dom é inato (nascemos com ele) e o Talento é aprendido e aperfeiçoado. Deus ao nos criar nos deu dons e aptidões. Todos nós temos algum dom de Cristo (amor, compaixão, obediência, etc.). Mas ele também nos deu talentos, aptidões para aprendermos e desenvolvermos atividades (Ensino, musica, Culinária, Organização, etc). Jesus, o mestre incomparável, ensinou por meio de parábolas. Na parábola dos talentos, registrada em Mateus 25.14-30, Jesus nos transmite algumas lições importantíssimas. Vejamos:

1º Todos recebem de Deus Dons e Talentos – Até mesmo pessoas com algum tipo de deficiência, desenvolvem talentos impressionantes e são capazes de realizar tarefas que alguém que não possui a mesma “deficiência” se julgaria incapaz de fazer.  Não importa a sua limitação Deus sempre te dará capacidade para realizar a Sua vontade. (a vontade de Deus). Jeremias 1:6 - Então disse eu: Ah, Senhor DEUS! Eis que não sei falar; porque ainda sou um menino. 7 - Mas o SENHOR me disse: Não digas: Eu sou um menino; porque a todos a quem eu te enviar, irás; e tudo quanto te mandar, falarás. 

2º Todos recebem segundo a sua capacidade – Existe uma frase no meio cristão que diz: “O Deus que chama é o mesmo que capacita”. Deus conhece o nosso potencial. Muitas pessoas descobrem que são capazes depois de passar por alguma dificuldade. Mas Deus sabe qual é a capacidade de cada um de nós. I Corintios 10:13 - Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar.

3º Todos Recebem para Cultivar, desenvolver e multiplicar - Os talentos não são para serem guardados, mas desenvolvidos. Não podemos enterrar os nossos talentos. Somos mordomos de Deus e devemos cultivar com diligência o que nos foi confiado. João 15:16 - Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda.

CONCLUSÃO: Como você tem desenvolvido os talentos que Deus lhe deu? Você tem sido diligente? Você tem crescido e ajudado outros a crescerem? Você tem sido melhor hoje do que ontem? Você tem exercido seus dons e talentos para a glória de Deus e a edificação da igreja? Você apresentará a Deus os frutos do seu labor ou chegará diante dele de mãos vazias?

Baixar Carta